top of page

Era uma vez, em Paris, um gato chamado Chagall

Um livro para quem gosta de gatos, da Cidade Luz e das pinturas de Marc Chagall.


Vivian Altman


Durante as perambulações desse gato preto com nome de pintor, Miriam Steinbaum e Camila Tannus nos dão a mão (ou seria um rabo peludo?) e nos levam para uma travessia felina pelas ruas de uma Paris um tanto particular e, necessariamente, imaginária.


A vontade é ficar em cada um desses lugares que Chagall revisita, inventa ou descobre, mas o nosso fio condutor peludo nos leva sempre mais longe e o livro vira meio cinema, meio guia turístico, meio brincadeira, propondo um encontro com as várias referências secretas à obra de Chagall, quando não à própria infância das autoras, seus filmes e estórias favoritas.


Inspirada pelo pintor, Camila traz ilustrações únicas, que constroem o próprio texto e nos presenteia com aquarelas oníricas, que suspiram, derretem em delicadeza pelas páginas e águas do Sena.


Como nas fábulas tão queridas por Chagall, as autoras enlaçam o livro no nosso dilema humano. Como esse gatinho, temos sempre dois caminhos: sair, conhecer lugares inspiradores, viver mais livremente, arriscando situações desafiadoras ou voltar para casa, para o conhecido, para o confortável.


Era uma vez um gato é um convite para realizarmos os dois movimentos, para experimentar o ir e vir da própria vida.


Boa aventura!


____________

Vivian Altman é cineasta e brasileira, mas vive em Paris.

O livro Era uma vez um gato está à venda no site da Terra Redonda.


Clique no link e veja uma amostra de ERA UMA VEZ UM GATO

82 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page