top of page
Paredes descascadas (Guilherme Purvin)

“Elisa ficava só me observando, como uma bióloga que, diante do microscópio, testemunha o crescimento do mofo num pêssego”, diz o narrador de um dos contos lúgubres que compõem esta obra. O adjetivo lúgubre é do próprio autor, que usa também palavras como morbidez para qualificar o livro, “retrato dos anos de horror político e sanitário”. Como a personagem, Guilherme Purvin observa o mofo ao redor de um pêssego em decomposição, avançada a ponto de já nem se reconhecer nele uma fruta. Entretanto seu olhar não é de cientista a destrinchar racionalmente o bolor da vida social. E sim a mirada do contista a descascar as paredes de uma casa decadente, descobrindo o que está por trás de camadas sucessivas de tinta. Com sensibilidade irônica, vai revelando o ranço disforme que toma conta da vida de uma miríade de personagens cuja existência, desprovida de sentido, invade as páginas da obra. Em cada uma delas aflora a irracionalidade de um tempo de paredes ruindo aos olhos do leitor, envolto na atmosfera de estranhamento. A banalidade da violência no cotidiano, a miséria afetiva e sexual em meio à degradação do meio ambiente e das relações sociais ganham forma em escritos que observam o mundo de um ponto de vista marginal, e com o humor peculiar de Guilherme Purvin.

 

Marcelo Ridenti, professor de Sociologia (Unicamp). Autor de “Arrigo” (romance) e “O segredo das senhoras americanas”. 

 

148 páginas

145 x 21 cm

Ilustrado por Sergio Papi

 

Confira uma amostra do livro clicando neste link


 

Paredes descascadas (Guilherme Purvin)

SKU: 978-65-86265-43-1
R$ 56,00Preço
  • Guilherme Purvin é graduado em Letras e em Direito pela USP. Doutor em Direito Ambiental, e editor da Revista Pub-Diálogos Interdisciplinares. Coordenador do Grupo de Pesquisa sobre Ecocrítica Literária e Direito Ambiental (GP-Elida) e também da Oficina Literária “Laboratório Alfabético”, que reúne duas dezenas de escritores. Produz e apresenta o podcast “Narrativas do Antropoceno”. Autor de diversos romances escritos em parceria com Guian de Bastos, bem como dos livros de contos “Laboratório de Manipulação” (2017), “Sambas & Polonaises” (2019) e “Virando o Ipiranga” (2021), semifinalista do Prêmio Oceanos de 2022.

bottom of page