top of page

Antônio Donizete Pires lança seu livro "piano B." em debate com convidados

Leonardo Vicente Vivaldo, professor de Literatura e Doutor em Letras pela Unesp de Araraquara, mediou o encontro. Abaixo, a transcrição de sua apresentação dos participantes da live de lançamento do livro “piano B.”, da Terra Redonda Editora.



Boa tarde a todos e a todas. É um enorme prazer estar com vocês aqui nesta tarde. Nosso motivo é mais do que especial. Estamos aqui para fazer o lançamento do livro “piano B.”, de Antônio Donizete Pires, nosso querido Tom Pires e para celebrar esse acontecimento estamos aqui com a professora Solange e o professor Bruno além evidentemente do nosso poeta Antônio Donizete Pires, o Tom Pires. Então, brevemente, vou fazer uma apresentação dos nossos colegas e logo em seguida, passa a palavra para os mesmos.


Começo pelo nosso Antônio Donizete Pires, que é poeta praticamente inédito, nasceu em São Joaquim da Barra, São Paulo, em 1962, sob o signo de Leão e vive em Araraquara, onde é professor de Literatura Brasileira na graduação e na pós-graduação em Letras da Unesp. Suas pesquisas incluem a teoria e a crítica da poesia lírica, o poema em prosa e, mais atualmente, as migrações, as releituras e as reescrituras do mito de Orfeu e do orfismo na literatura brasileira. É autor de seis livros de poesia, mas “piano B.”, o quinto, é o primeiro a ser dado à estampa. Como o próprio diz, na orelha do livro, por razões que se diriam obscuras, impenetráveis, indevassáveis. De todo modo, cinco novos volumes já se anunciam, nesta ordem: “Os 43 poemas”, “Do ausente” “Cão, cã” “Três estações, livro de haicais” e “Peninsulares, novos poemas europeus”.


Solange Fiuza Cardoso Yokosawa é professora titular da Universidade Federal de Goiás, onde atua desde 2002, e é membro permanente do programa de pós-graduação em Letras e Linguística. Doutorou-se em Letras, Literatura Brasileira, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e já desenvolveu estágio pós-doutoral sobre Cesário Verde e João Cabral de Melo Neto, na Universidade do Porto, Portugal, com financiamento do CNPQ. É líder no diretório do CNPQ do Grupo de Estudos de Poesia Brasileira Moderna e Contemporânea e coordenou também o Grupo de Trabalho Teoria do Texto Poético, Ampol. Coordenou também o projeto Poesia Brasileira Contemporânea e Tradição e atualmente desenvolve o projeto Antologia Comentada da Crítica Portuguesa de João Cabral de Melo Neto. Desta forma, suas pesquisas abrangem sobretudo a poesia brasileira moderna e contemporânea e os diálogos poéticos críticos de Brasil-Portugal. Entre os poetas que investigou destacam-se João Cabral de Melo Neto, Mário Quintana (do qual é a autora do livro “A Memória Lírica de Mário Quintana”), Cora Coralina, Carlos Drummond de Andrade e Helena Godoy.


E, finalmente, o professor Bruno Vinícius Gonçalves Vieira, professor livre docente de Letras Clássicas pela Unesp, instituição em que atua na área de Línguas e Literatura Latinas, no nível de graduação e pós-graduação. Atualmente, é coordenador do programa de pós-graduação em Estudos Literários. Desenvolve projetos na área de Letras Clássicas, com ênfase na recepção e tradução de textos greco-romanos em contexto lusófonos. Como pesquisador, é vice-líder Grupo de Pesquisa Linceu - Visões da Antiguidade e do Grupo Vortit barbare: tradução como crítica dos clássicos, além de participar como pesquisador no Grupo Odorico Mendes. Além de inúmeros artigos publicados, é co-organizador dos livros “Permanência Clássica: Visões contemporâneas da Antiguidade greco-romana”, e “Acervos especiais: memórias e diálogos”, traduziu os cinco primeiros cantos da “Farsália”, e, como integrante do Grupo Odorico Mendes, colaborou nas anotações das “Bucólicas”.


"piano B." está à venda no site da Terra Redonda Editora. Confira uma amostra clicando AQUI.


35 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page